Viva o porta-retratos! Por Nicolau Piratininga

Para moldurarias, uma excelente maneira de usar sobras e fazer aproveitamentos. Também serve para aumentar o tíquete, mas pode ser um mimo ou uma surpresa delicada para fidelizar um cliente.

É uma ótima lembrança, um presente muitas vezes especial e pode ser um charme na decoração de cantinhos especiais. Para lojas de fotografia, é uma forma de aumentar o tíquete médio de vendas, e também de alavancar algumas impressões.

Para moldurarias, uma excelente maneira de usar sobras e fazer aproveitamentos.
Também serve para aumentar o tíquete, mas pode ser um mimo ou uma surpresa delicada para fidelizar um cliente. Muito usado na decoração de interiores para enfeitar ou dar vida a cantinhos da casa ou do escritório, mas é preciso tomar alguns cuidados com ele:

  • Nunca deixe a fotografia exposta diretamente ao sol ou com luz direta. Os raios UV e infravermelhos são o pior inimigo da imagem.
  • Cuidado com lugares de passagem ou com o vento. Delicado, o porta-retratos pode cair e quebrar e até mesmo machucar alguém se estiver em pontos altos.
  • Tenha sempre uma cópia guardada da foto exposta. Muitas vezes, escolhemos a melhor delas para colocar no porta-retratos e deixamos o álbum desfalcado. É sempre bom ter uma cópia de segurança.

Porta-retratos nunca sai de moda, assim como fotografias trazem vida para a decoração! 

Nicolau Piratininga é colaborador da Moldurarte, formado em Comunicação Social pela FAAP. Entusiasta da fotografia, realizou diversos cursos de especialização em artes e em fotografia. Possui experiência de mais de 12 anos em montagens de quadros e expertise em acondicionamento, conservação e restauro de acervos em papel. Em 2014 tornou-se o primeiro latino americano a obter o certificado Guild Commended Framer pela Fine Art Trade Guild na Inglaterra de emolduramento de obras de artes.

0 0 votos
Article Rating


Inscrever-se
Notificar para
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Por favor comente.x